Atos de 1° de Maio convocarão a Greve Geral contra a Reforma da Previdência. Confira!

Publicado: 29/04/2019 às 12:35



Nesta quarta-feira (1° de maio), as centrais sindicais programam atos em todo o país para marcar o Dia Internacional de Luta das Trabalhadoras e Trabalhadores. Além do ineditismo em reunir todas as centrais em atos unitários, as manifestações irão anunciar a data da Greve Geral contra a Reforma da Previdência.

Dirigentes das dez centrais sindicais brasileiras reuniram-se na última sexta-feira (26) para discutir os últimos ajustes para a realização do ato do 1° de Maio e definir o calendário de luta que será anunciado.

As organizações já decidiram de forma unânime pela realização da Greve Geral para o mês de junho. A data será oficializada nos atos de 1° de Maio nesta quarta.

Além disso, o calendário de mobilização inclui também um dia nacional de lutas contra a Reforma da Previdência no dia 15 de maio, quando professoras(es) e trabalhadores da Educação realizarão uma greve nacional.

“Este ano teremos um 1° de Maio histórico com a realização de diversos atos unitários das centrais pelo país contra a Reforma da Previdência e, com o anúncio da data da Greve Geral, daremos um passo decisivo para a construção dessa paralisação nacional, para derrotar a reforma do governo Bolsonaro que acaba com a aposentadoria dos brasileiros”, explica o integrante da Secretaria Executiva Nacional da CSP-Conlutas Luiz Carlos Prates, o Mancha.

O calendário de mobilização já definido pelas centrais, além do dia 15 de maio, inclui ainda um encontro nacional para preparar a Greve Geral, a realização de plenárias nos estados, a intensificação da campanha do abaixo-assinado e organização de comitês contra a reforma. As organizações se reunirão novamente no dia 6 de maio, às 10h, em São Paulo.

“É tarefa de todas as centrais sindicais, sindicatos e movimentos empenhar todos os esforços para a construção da Greve Geral. Não podemos ter vacilo ou cair em armadilhas do governo em negociar pontos dessa reforma. Não existe mal menor. Para defender de fato o direito à aposentadoria dos trabalhadores e a Previdência Social é preciso derrotá-la na íntegra e para isso precisamos construir uma forte Greve Geral que pare o país”, afirmou Mancha.

Confira algumas das manifestações neste 1° de Maio que estão sendo convocadas:

 

SÃO PAULO

Ato Unificado no Vale do Anhangabaú. Início às 10h, com falas das centrais sindicais, movimentos e partidos. Ao longo do dia, apresentações artísticas e culturais.

 

RIO DE JANEIRO

9h às 14h – Ato na Praça Mauá, com barraquinhas para coleta de assinaturas do abaixo-assinado contra a reforma da Previdência, além de outras atividades organizadas pelos sindicatos e movimentos populares.

14h às 17h – Os trabalhadores e trabalhadoras sairão em bloco pelas ruas, intercalando bloco e fala política das centrais sindicais e movimentos que compõem as frentes Brasil Popular e Povo sem Medo.

 

RIO GRANDE DO SUL

Em Porto Alegre, ato unitário das centrais. Às 14h, concentração na Rótula das Guias; 15h – Caminhada Orla do Guaíba e 16h – Ato na Rótula do Gasômetro

 

FLORIANÓPOLIS

Ato unificado no Parque Municipal do Maciço da Cruz, culto ecumênico, atividades culturais, debates e ato político

 

RIO GRANDE DO NORTE

Em Natal, ato unificado, Praça das Flores, no bairro de Petrópolis, às 8h

 

ARACAJU

Em Sergipe, 8h – Concentração do ato na Praça da Juventude – Conjunto Augusto Franco. Em seguida, caminhada em direção aos Arcos da Orla de Atalaia, onde ocorrerá um ato político e cultural com coleta de assinaturas do abaixo-assinado contra a reforma da Previdência.

 

PERNAMBUCO

Em Recife, às 9h, concentração na Praça do Derby

 

MINAS GERAIS

 Contagem

Praça da Cemig, às 9h, ato ecumênico e ato político unificado das centrais

 Itajubá

Às 9h, concentração na Praça Theodomiro Santiago

 

CEARÁ

 Em Fortaleza, haverá às 15h, Ato Político e Cultural no Mercado dos Peixes. Concentração Espigão da Rui Barbosa (Av. Beira Mar)

 

TERESINA

 Ato Político e Cultural do dia do trabalhador, no 1 de maio, que acontecerá na próxima quarta-feira, na Praça do CSU, no Parque Piauí a partir das 08h.

 

BAHIA

 Em Salvador, às 14h, ato unificado no Farol da Barra

 

RORAIMA

 16h30 concentração Parque Anauá, saída de carreata às 17h em direção à praça central do bairro Cidade Satélite

 

Leia também:

Centrais Sindicais divulgarão no 1° de Maio calendário de luta e data da Greve Geral

1º de Maio é dia de luta: este ano vamos às ruas contra a Reforma da Previdência, rumo à Greve Geral

 

 

 

 


Pesquisar

Seções
Materiais