R$ 40 milhões por deputado: esse é o preço para acabar com a aposentadoria dos brasileiros

Publicado: 29/04/2019 às 12:10



Assim como caiu por terra o discurso do governo Bolsonaro de que Reforma da Previdência combate privilégios, quando constatamos que a cúpula das Forças Armadas é favorecida, enquanto os trabalhadores e mais pobres ficarão sem o direito à aposentadoria, vemos que a história da “nova política” também não passa de fake news, ao sabermos que o governo ofereceu R$ 40 milhões para cada deputado que votar a favor da reforma.

 

 Líderes de cinco partidos governistas confirmaram ao jornal Folha de S. Paulo que o ministro chefe da Casa Civil Onix Lorenzoni ofereceu R$ 40 milhões em emendas para cada deputado que votar a favor da Reforma da Previdência. A proposta teria sido feito na casa do presidente da Câmara Rodrigo Maia, na semana passada.

 Hoje, os parlamentares têm direito a R$ 15,4 milhões em emendas. A proposta prevê pagar R$ 10 milhões a mais por ano até 2022 para cada deputado, totalizando R$ 40 milhões até as próximas eleições. A Folha confirmou a oferta da proposta com deputados do DEM, PP, PSD, PR, PRB e Solidariedade.


Escândalo!

 O governo Bolsonaro utiliza da mesma política do toma-la-da-cá de outros governos para aprovar medidas impopulares que atacam os direitos dos trabalhadores e dos mais pobres. Foi assim, por exemplo, que Temer aprovou a Reforma Trabalhista e se livrou dos processos que tinha contra si durante seu mandato.

A prática é conhecida: distribuir cargos e aumentar o valor das emendas, para que os parlamentares usem os recursos para se promoverem em suas bases eleitorais. Isso quando não rola a propina na cara dura mesmo em esquemas de corrupção.

 Depois de sofrer derrotas na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) nas últimas semanas, na terça-feira (23), o texto da reforma foi aprovado, passando pela primeira fase de tramitação no Congresso. Após a proposta milionária de repasses, o texto foi aprovado por 48 votos, e apenas 18 contra.

 Preparar a Greve Geral, já!

O fato é que começou o vale-tudo para aprovar essa reforma que é o mais duro ataque às aposentadorias dos trabalhadores e à Previdência Social. Os trabalhadores não podem esperar mais. É preciso preparar a Greve Geral desde já!

 A CSP-Conlutas fez um chamado às demais centrais sindicais para que a data da Greve Geral seja anunciada nos atos de 1° de Maio e a mobilização comece a ser construída imediatamente nos locais de trabalho e estudo em todo o país.

 Traidores do povo

 Confira os deputados que votaram a favor da Reforma da Previdência na CCJ essa semana. A CSP-Conlutas produzirá o cartaz para estampar a cara e os partidos desses traidores do povo.

 

ALAGOAS

Sergio Toledo PR/AL

 

AMAZONAS

Marcelo Ramos PR/AM

 

BAHIA

Arthur Oliveira Maia DEM/BA

João Roma PRB/BA

Paulo Azi DEM/BA

 

CEARÁ

Genecias Noronha SOLIDARIEDADE/CE

 

DISTRITO FEDERAL

Bia Kicis PSL/DF

 

GOIÁS

Delegado Waldir PSL/GO

João Campos PRB/GO

 

MARANHÃO

Edilázio Júnior PSD/MA

 

MATO GROSSO DO SUL

Fábio Trad PSD/MS

 

MINAS GERAIS

Bilac Pinto DEM/MG

Delegado Marcelo Freitas PSL/MG

Lafayette de Andrada PRB/MG

Marcelo Aro PP/MG

Paulo Abi-ackel PSDB/MG

Luis Tibé AVANTE/MG

 

PARÁ

Delegado Éder Mauro PSD/PA

 

PARAÍBA

Aguinaldo Ribeiro PP/PB

 

PARANÁ

Felipe Francischini PSL/PR

Luizão Goulart PRB/PR

Paulo Eduardo Martins PSC/PR

Reinhold Stephanes Junior PSD/PR

Diego Garcia PODE/PR

Rubens Bueno CIDADANIA/PR

 

PERNAMBUCO

Pastor Eurico PATRI/PE

Augusto Coutinho SOLIDARIEDADE/PE

 

PIAUÍ

Margarete Coelho PP/PI

 

RIO DE JANEIRO

Gelson Azevedo PR/RJ

 

RIO GRANDE DO NORTE

Beto Rosado PP/RN

 

RIO GRANDE DO SUL

Alceu Moreira MDB/RS

Giovani Cherini PR/RS

Márcio Biolchi MDB/RS

Maurício Dziedrick PTB/RS

 

RONDÔNIA

Léo Moraes PODE/RO

 

RORAIMA

Hiran Gonçalves PP/RR

Nicoletti PSL/RR

Shéridan PSDB/RR

 

SANTA CATARINA

Caroline de Toni PSL/SC

Celso Maldaner MDB/SC

Daniel Freitas PSL/SC

Darci de Matos PSD/SC

Gilson Marques NOVO/SC

 

SÃO PAULO

Eduardo Cury PSDB/SP

Geninho Zuliani DEM/SP

Herculano Passos MDB/SP

Samuel Moreira PSDB/SP

Enrico Misasi PV/SP

 

 

 

 


Pesquisar

Seções
Materiais