Dia 18, plenária nacional sindical e popular vai preparar Greve Geral de 14/6 contra a Reforma da Previdência

Publicado: 09/05/2019 às 13:13



O Sindicato dos Metroviários de São Paulo convocou para o próximo dia 18 de maio uma Plenária Nacional para preparar a Greve Geral contra a Reforma da Previdência de 14 de junho. A atividade é aberta a entidades sindicais e populares de todo o país e acontecerá na quadra do sindicato (Rua Serra do Japi, 31, Tatuapé), às 14 horas.

 

A plenária foi incorporada no calendário de mobilização aprovado unitariamente pelas centrais sindicais para barrar a Reforma da Previdência.

 

 

 

O objetivo da atividade, segundo o metroviário e dirigente da Fenametro (Federação Nacional dos Metroviários) Altino Prazeres, é reunir o maior número de entidades sindicais e dos movimentos sociais para organizar a Greve Geral e garantir que neste dia ocorra paralisação nas fábricas e locais de trabalho, estudo, transporte, comércio, bancos e circulação de mercadorias.

 

“As mobilizações que vem sendo realizadas pela classe trabalhadora desde o início do ano e a recente onda de manifestações de trabalhadores da Educação e estudantes mostram que há disposição de luta para barrar os ataques do governo Bolsonaro. Portanto, a realização de uma forte Greve Geral não só é possível, como necessária”, avalia.

 

“Com uma organização pela base das categorias e movimentos, e a continuidade de uma forte campanha para esclarecer os trabalhadores e a população que a Reforma da Previdência é o fim das aposentadorias e da Previdência Social, podemos realizar uma forte Greve Geral e impor uma derrota a Bolsonaro e seus ataques”, afirmou.

 

A CSP-Conlutas orienta que todas as suas entidades e movimentos filiados se organizem para participar da plenária com o envio de delegações e representações para o encontro.

 

Com Greve Geral derrotamos a reforma de Temer, em 2017, com uma nova Greve Geral podemos derrotar a reforma de Bolsonaro.

 

Em defesa das aposentadorias e da Previdência Social, dia 14 de junho, vamos parar o Brasil!

 

Leia também:

 

Com resolução aprovada por unanimidade, CSP-Conlutas vai para as bases preparar Greve Geral de 14 de junho e greve da Educação de 15 de maio

 

Em reunião, Centrais avaliam atos unitários do 1° de Maio e organizam Greve Geral de 14 de junho

 

 

 

 


Pesquisar

Seções
Materiais